Rompimento de adutora da Sabesp alaga acesso à estação Antônio João

0
545

Incidente aconteceu na noite deste sábado. O esguicho de água podia ser visto de longe. Circulação de trem na estação da CPTM chegou a se interrompida

Altura da água impressionou e assustou quem passava pelo local/Imagens: Jade Delapria – leitora BnR

Por volta das 21h30 deste sábado, 17/3, o rompimento de uma adutora da Sabesp, que fica ao lado da estação Antônio João da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), assustou usuários e pessoas que passavam pelo local. A força da água foi tanta que chegou a alagar os trilhos do trem, que precisou ter a circulação interrompida.

Acionados para ir ao local, agentes do Demutran de Barueri e a Defesa Civil precisaram interditar a região, organizar o trânsito e evitar que curiosos se ferissem diante da quantidade de água que saia do chão. Completamente alagado, o local ficou com o acesso restrito, já que existe o risco de que o chão ceda e cause maiores danos às pessoas que possam passar pela área. Cerca de duas horas depois do rompimento da adutora, o local continua alagado, mas a circulação de trem já foi normalizada.

A força da água foi controlada, mas a Defesa Civil solicitou à Sabesp fosse feito o corte emergência do abastecimento na região a fim de evitar que, com infiltrações ou pequenos vazamentos, a situação se agravasse. O Carapicuíba na Rede entrou em contato com o serviço de atendimento emergencial da Sabesp e foi informado “a Sabesp já conteve o vazamento da adutora que fica próxima à Estação Antonio João da CPTM, em Barueri”.

A nota também afirma que equipes estão no local para realizar o reparo e que o abastecimento na região não foi afetado, pois o fornecimento está sendo realizado por outra rede. “A companhia também está em contato com a CPTM para avaliação e ressarcimento de possíveis danos em sua área. A Sabesp lamenta o ocorrido”, finaliza a companhia.

 

Deixe uma resposta