Pronta desde dezembro, base dos Bombeiros só deve funcionar em março

0
595

Unidade já recebeu veículos, porém deve estar disponível somente quatro meses depois de pronta

A primeira unidade do Corpo de Bombeiros de Carapicuíba está pronta, já recebeu um caminhão de combate a incêndio (autobomba) e uma viatura de resgate, mas permanece fechada há cerca um mês e deve continuar assim pelo menos até março.

Em outubro passado, a administração municipal confirmou ao Carapicuíba na Rede que havia recebido a viatura de resgate (modelo Sprinter), mas que ela estaria em operação no 18º Grupamento de Bombeiros de Barueri – que atende 15 cidades – já que a base carapicuibana ainda não estava pronta. Isso seria um ‘procedimento comum’, uma vez que o Corpo de Bombeiros é um órgão estadual.

Bombeiros de cidade vizinha durante atendimento a incêndio na Inocêncio Seráfico/Foto do arquivo CnR

No início de dezembro de 2019, em suas redes sociais, o prefeito Marcos Neves informou que a base do Corpo de Bombeiros, que começou a ser negociada em setembro, estava pronta.

Na época do anúncio da nova base, Marcos Neves defendeu a necessidade da unidade em Carapicuíba, alegando que com ela a população “deixará de depender do atendimento dos municípios vizinhos”, e que, “com quartel próprio, o objetivo da prefeitura é diminuir o tempo do atendimento de emergências”.

Instalada na avenida Teixeira Loft, no Centro, em um prédio que passou por adequações para ter sala de treinamento, sala de comunicações, alojamento, sala de descanso, refeitório e banheiro com acessibilidade, a base permanece fechada.

Segundo o Coronel Alessandro, a Escola Superior de Bombeiros já formou 23 militares que trabalharão na unidade. Porém, eles estariam passando por uma atualização para poder começar a atuar na cidade.

Enquanto isso, Carapicuíba continua sendo atendida pelas unidades do Corpo de Bombeiros de Barueri, Osasco e Santana de Parnaíba, que deslocam agentes e viaturas sempre que há chamados. Em 2018, a corporação registrou 2.850 ocorrências em Carapicuíba. Entre os casos estavam incêndios, resgates, salvamentos, prevenção e apoio.

O Carapicuíba na Rede procurou a prefeitura e o Corpo de Bombeiros para saber a programação para formação do efetivo da nova base e se já há uma data definida para início das atividades, mas não obteve respostas até o fechamento desta reportagem.

Deixe uma resposta