Vereadora é multada por estacionar em local proibido

0
1503

Em vídeo, Neia Costa se exaltou com agentes da GCM após ser autuada por deixar veículo em local irregular no PA Vila Dirce

A vereadora Neia Costa (PSB) foi multada por agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) por deixar seu veículo em local proibido no Pronto Atendimento da Vila Dirce. Na ocasião, a vereadora estava socorrendo seu pai na unidade de saúde.

Em live em sua página no Facebook no dia 26/1, Neia Costa mostrou sua indignação ao ser autuada pela GCM. “O povo vem socorrer a família e coloca o carro aqui. E o nosso prefeito colocou a placa proibindo o povo de socorrer a família”, disse, indignada, referindo-se à sinalização que proíbe estacionar veículos em determinada parte do PA.

“Se tiver multa no meu carro, o negócio pega”, ameaçou e filmou placas de outros carros estacionados falando que ninguém seria multado. “Estou com meu pai internado, sou vereadora da cidade de Carapicuíba, coloquei meu carro no estacionamento correto, por que aqui dentro é estacionamento”, afirma. “Colocaram faixa amarela pro povo não colocar [os veículos] e estão multando”, continua. “Eu peço as contas se essas multas valerem”, completa.

O pai da vereadora acabou morrendo naquele mesmo dia. O sepultamento ocorreu no Cemitério Municipal de Barueri. Dias depois, mais calma, a vereadora postou um novo vídeo explicando o porquê de sua revolta ao ser multada, pediu para respeitarem seu luto e finalizou falando que continuará lutando pela população (veja aqui).

Fontes ouvidas pelo Carapicuíba na Rede disseram que o local onde a vereadora foi autuada ganhou sinalização recentemente, pois pessoas estavam estacionando no PA e indo ao shopping, numa tentativa de não pagar estacionamento.

Além disso, foi proibido estacionar veículos somente na linha amarela e há placas de regulamentação indicando a proibição.

Estou indignada , 2: horas da manhã no PS da vila Dirce socorrendo meu pai , e a guarda mutando é absurdo

Posted by Néia Costa on Friday, January 25, 2019

Deixe uma resposta