Polícia prende dupla que aplicava golpes pela internet

0
528

Mais de dez vítimas denunciaram dois homens que agiam por aplicativos de encontro para homossexuais e venda de eletrônicos

O assaltante detinha um perfil falso na internet e marcava encontro com as vítimas

Investigadores do primeiro Departamento Policial (DP) de Carapicuíba prenderam, na última sexta-feira, 8/12, uma dupla que aplicava golpes pela internet e atuava em Carapicuíba, Barueri e Osasco. Mais de dez pessoas fizeram queixa contra a dupla, número que a polícia tem expectativa de aumentar.

Dois homens agiam em conjunto para aplicar o golpe. Um deles foi identificado como Lucas Rocha de Jesus, de 22 anos, que confessou para a Polícia Civil ter realizado mais de 20 assaltos do tipo. O comparsa da ação foi Cleiton Marques do Carmo, de 29 anos, que se passava por motorista de Uber.

Cúmplice dizia ser motorista de Uber

O golpe começava com Lucas, que mantinha um perfil falso nas redes sociais, atuando por meio de aplicativo de relacionamento para homossexuais e também por aplicativo de compra e venda de eletrônicos. As vítimas marcavam encontros com o homem para sair juntos ou para fazer a venda de celulares, e ele lhes oferecia uma carona. Era aí que o falso motorista entrava em ação. Assim que a viagem começava, o assalto era anunciado sob ameaça de arma de fogo falsa e terminava com a vítima abandonada em ruas desertas.

A equipe de investigação de Carapicuíba apura o caso há três meses e chegou até a dupla com a apuração da foto do perfil de Lucas e com o telefone usado para contatar as vítimas. Na casa de um acusados, os agentes encontraram celulares, perfumes, aparelhos eletrônicos e uma arma de brinquedo utilizada nos roubos. De acordo com a polícia, o prejuízo em alguns dos casos foi de R$ 2,5 mil reais.

Em entrevista ao Carapicuíba na Rede, o delegado do primeiro DP, Heron Mauro Alves da Silva, relatou que, 12 vítimas haviam registrado Boletim de Ocorrência (BO) contra a dupla. Mas, durante a entrevista, o CnR presenciou o registro de mais dois BOs de pessoas que reconheceram os assaltantes em reportagem vinculada na imprensa.

Segundo o delegado, a recomendação é para que as pessoas tenham cautela com o uso de aplicativos que estão disponíveis na internet. “O ideal é nunca marcar um encontro online sem conhecer de fato a pessoa. A internet para este tipo de ação é muito perigosa”, afirmou o policial.

A dupla está em prisão temporária na cadeia anexa à delegacia e aguarda decisão do judiciário para a prisão preventiva em um dos Centros de Detenção Provisória do estado, que só pode ser pedida pela polícia dez dias depois de ter sido cumprido o mandado de prisão.

A Polícia Civil orienta as pessoas que caíram no golpe da dupla, foram assaltadas, e ainda não prestaram depoimento, que dirijam-se ao primeiro DP de Carapicuíba, que fica na Avenida Rui Barbosa, número 1580, na Vila Santa Terezinha, onde a investigação está sendo conduzida.

Deixe uma resposta