Homem que ateou fogo em ex-namorada aparece em lista da Interpol

0
140

No entanto, Thiago Henrique Moreira está preso na Penitenciária de Tupi Paulista desde 2017

Reprodução: Interpol

A Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol) divulgou uma lista com oito homens procurados por crimes contra a mulher ao redor do mundo, incluindo o brasileiro Thiago Henrique Moreira, de 38 anos, acusado de atear fogo na ex-namorada Cibele da Silva Paz, em 2006, em Carapicuíba. No entanto, Thiago está preso desde 2017 em um penitenciária no interior do estado. As informações são do Universa do Portal UOL. 

A lista de procurados da Interpol foi divulgada no último dia 25/11, Dia Internacional para Eliminação da Violência contra as Mulheres. Mas segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o acusado já está preso desde 2017 na Penitenciária de Tupi Paulista, interior de São Paulo. A SSP já solicitou à Interpol a retirada do nome de Thiago Henrique da lista de procurados.

O acusado ficou preso em uma penitenciária de Presidente Prudente de 2006 a 2013, quando fugiu. Ele ficou quatro anos foragido e foi capturado em 2017. Mas o nome de Thiago foi incluso na lista de difusão vermelha da Interpol como foragido em maio daquele ano e desde então não foi retirado, mesmo ele já estando preso.

Thiago Henrique ateou fogo na ex-namorada, na época com 16 anos, em frente a uma igreja evangélica em 15/4 de 2006, um sábado de aleluia. Ele não aceitava o fim do relacionamento. Após o crime, ele fugiu do local e se entregou quatro dias depois. Cibele teve queimaduras de primeiro e segundo grau, chegou a ser encaminhada ao Hospital Geral de Carapicuíba, mas acabou morrendo.

Deixe uma resposta