Deflagrada operação de fraude tributária em Carapicuíba e mais dez cidades

0
145

Ao todo os agentes da Polícia e Receita Federal cumprem 25 mandados de prisão e 30 de busca e apreensão em São Paulo, Santa Catarina, Paraná e Distrito Federal

A Polícia Federal e a Receita Federal deflagraram, na manhã desta terça-feira, 5/11, uma operação nomeada de Saldo Negativo contra fraude tributária em Carapicuíba e mais dez cidades investigadas. A ação cumpre 30 mandados de busca e apreensão e 25 mandados de prisão nos estados de São Paulo, Santa Catarina, Paraná e Distrito Federal.

A operação Saldo Negativo conta com cerca de 140 policiais federais, além do apoio de 41 servidores da Receita Federal. As investigações identificaram empresas de consultoria tributária que apresentavam declarações de créditos e débitos (DCTFs), de Simples Nacional (PGDAS0), de compensações (PER/Dcomp) e previdenciárias (GFIP) que utilizavam créditos fictícios ou de terceiros.

De acordo com a Polícia Federal, a investigação teve início em 2017. Um grupo prestava assessoria tributária e vendia supostos créditos para enganar os empresários que acreditavam que poderiam compensar seus débitos com o fisco com os créditos oferecidos pelo grupo, que na verdade não existiam. Até o momento foram identificadas 3,5 mil empresas clientes do grupo criminoso.

Em São Paulo, além de Carapicuíba, a operação investiga empresas nos municípios de Ribeirão Preto, São Bernardo do Campo e na capital. Já em Santa Catarina as cidades investigadas são Florianópolis, São José, Criciúma, Itapema e Indaial. No Paraná a operação é válida para o município de Colombo e no Distrito Federal acontece em Brasília.

Deixe uma resposta