Carapicuíba é a líder em vendas de bonecos Funko no Brasil

0
622

Cidade lidera vendas em análise divulgada pela Amazon em comemoração ao Dia do Orgulho Nerd

Por Thiago Correia

Funkos Pop são baseados em personagens de filmes, séries, HQs, mangás ou artistas da música. A carapicuibana Erica Omori possui funkos da saga Harry Potter/Foto: Arquivo pessoal

Carapicuíba é a cidade líder em venda de brinquedos Funko Pop, segundo a Amazon. Para celebrar o Dia do Orgulho Nerd, que ocorre no sábado, 25/5, o site de compras online divulgou uma análise de dados de vendas das cidades brasileiras com mais de 100 mil habitantes, considerando a base per capita de cada uma, na qual Carapicuíba saiu na frente na compra dos bonecos Funko Pop.

Funko Pop são bonecos cabeçudos, com olhos redondos sem pupilas, narizes pequenos e sem bocas, que medem geralmente 9,5 cm de altura e são baseados em personagens de filmes, séries, histórias em quadrinhos, mangás ou artistas da música. Eles são fabricados pela empresa norte americana Funko, que também produz outros itens geeks licenciados, como action figures (bonecos realistas), pelúcias, chaveiros e etc.

Amazon ainda divulgou o ranking das dez cidades mais nerds do país, baseado na venda de produtos geeks, incluindo livros, eBooks, quadrinhos e comic books, brinquedos, jogos e outros itens associados à cultura nerd no site da empresa. São Caetano do Sul (SP) lidera o ranking, que traz a vizinha Barueri na 5ª posição. Vila Velha (ES) foi a cidade que mais vendeu Cards de Pokémon por habitante. Bagé (RS), a que mais compra canecas de Game of Thrones. E Itu, a líder em vendas de itens de decoração relacionados aos Vingadores.

Erica coleciona livros, squeeze, funkos e outros itens geeks em seu quarto. Ela é grande fã de Harry Potter/Foto: Arquivo pessoal

Erica Omori, de 25 anos, moradora do Jardim Carapicuíba é uma dessas loucas por Funkos. “Faz pouco tempo que comecei a me ligar mais nisso [comprar Funkos], até porque itens colecionáveis não costumam ser baratos. Mas eu amo funko pop e eles são tão fofos que da vontade de ter até de personagens que não conheço”, conta ao Carapicuíba na Rede.

Sobre o universo nerd, ela revela que não é muito ligada em quadrinhos ou o mundo dos super heróis, mas que gosta mesmo é de Harry Potter e Pokémon. “Costumo comprar funko pops, livros e qualquer item geralmente relacionado com Harry Potter ou Star Wars“, afirma. “Amava Pokémon e o jogo Pokémon Go despertou novamente o amor pelo desenho e desde então, tô sempre assistindo também”, completa.

Camila adora Star Wars e todo o universo geek de super heróis/Foto: Arquivo pessoal

Apesar disso, ela não se considera nerd ou geek. “Eu gosto de algumas sagas, livros, desenhos e se acho algo que gosto muito, tento comprar”, conclui. Diferentemente dela, Camila Paula, também de 25 anos, se considera uma ‘mina nerd/geek’. “Me considero [geek] desde que me conheço por gente, já que quando criança via muitas HQ’s”, afirma Camila, moradora do Roseira Parque, ao CnR.

Ela conta que gosta de histórias em quadrinhos tanto da Marvel quanto da DC Comics, mas que prefere os filmes Marvel. “Eles [Marvel] arrasaram em todos”, diz empolgada. Sobre seu personagem preferido, ela é categórica: “Se eu fosse escolher um de cada, com certeza seria o Homem de Ferro (Marvel) e o Batman (DC), ambos são gênios, milionários, playboys e filantropos (entendeu a referência?!)”, brinca. Camila ainda cita Darth Vader, da saga Star Wars, como um dos seus vilões favoritos.

Ela não se considera colecionadora ‘ainda’, mas imagina um quarto repleto de HQ’s e itens geeks/Foto: Arquivo pessoal

Camila revela que tem alguns livros, um quadro do Darth Vader, funkos, roupas, além de ser uma assinante convicta do serviço de streaming Netflix, do qual assiste diariamente séries e filmes do universo geek. “Sonho em ter o quarto repleto com todas as HQ’s que já li e que vou ler”, exclama a jovem que ainda não é uma colecionadora. “Não consigo me imaginar sendo uma pessoa que não conhece nada sobre esse universo [geek] tão fantástico”, conclui.

 

Deixe uma resposta